Benefícios milagrosos de uma massagem nos pés

Benefícios milagrosos de uma massagem nos pés

Uma boa massagem além dos benefícios já conhecidos como relaxamento, redução de medidas e bem-estar, também pode ser uma ótima aliada para sua saúde. São centenas de estilos e modalidades de massagens com objetivos e benefícios diversos.

Massagens como o Shiatsu e Drenagem Linfática, já estão sendo aplicadas não só nos centros de estética como, também, em centros médicos como um complemento dos tratamentos que combatem doenças como: depressão, ansiedade, hipertensão e problemas decorrentes da má circulação do sangue no organismo. As massagens têm mostrado, também, grande eficácia no tratamento pós- operatório.

Pesquisadores da Universidade de McMaster, no Canadá, descobriram que uma massagem de apenas 10 minutos de duração é capaz de reduzir a inflamação nos músculos. Eles provaram que durante a sessão alguns sensores bioquímicos foram acionados para enviar ao cérebro sinais de que as fibras musculares não estavam mais inflamadas, mesmo sem o uso de remédios.

Uma das massagens mais comuns é a Reflexologia. Esta massagem consiste na aplicação de pressão em pontos específicos que correspondem a órgãos vitais para equilibrar a energia do corpo e evitar o aparecimento de doenças. Podendo ser aplicada nos pés, mãos, e rosto a Reflexologia auxilia a recuperar o equilíbrio energético perdido e aliviar as tensões do dia-a-dia.

“Através de estímulos nestas áreas, obtém-se resultados que vão desde o alívio de pequenos desconfortos e dores até a eliminação de distúrbios em várias partes do corpo”, explica Luiz Pedreira, especialista em Reflexologia e criador da rede Spé, o Spa do Pé.

Encontram-se referências desta modalidade de massagem para o diagnóstico e tratamento de certas doenças desde o primeiro século da era cristã. No início do século XX uma equipe de médicos realizaram estudos sobre o assunto dando início à era moderna da Reflexologia. Foi a fisioterapeuta Eunice D. Ingham que após anos de testes, pesquisas e estudos elaborou o mapa dos pontos reflexos dos pés tais quais conhecemos hoje.

“Já Reflexoterapia usa a técnica do Shiatsu, mas ela não é Oriental. Ela foi estudada e desenvolvida principalmente nos Estados Unidos e na Inglaterra. Foi lá que se comprovou sua eficiência, através de testes científicos feitos em aparelhos de tomografia, onde um reflexoterapeuta aplicava pressão em determinados pontos e o cérebro era ativado exatamente na região correspondente do corpo. Seus resultados estão comprovados cientificamente” – afirma Luiz.

Dentre as modalidades desta massagem a Reflexologia Podal é a mais procurada pelos pacientes. Nossos pés além de ser à base do corpo e a parte que mais absorve as tensões do dia-dia representam, também, um microcosmos do nosso organismo. São mais de 70 mil terminações nervosas ultrassensíveis localizadas apenas neste membro. Todos os órgãos, glândulas e outras partes estão dispostos em uma organização parecida ao original em nossos pés. O pé direito concentra os reflexos dos órgãos situados no lado direito do corpo, enquanto o pé esquerdo representa o lado esquerdo do corpo.  Se durante a massagem o paciente sentir pontos mais doloridos é sinal de algo não vai bem em alguma parte de seu corpo.

“São terminais meridianos que estão associados à sua configuração sanguínea. Então quando você massageia um determinado ponto nos pés, tem uma resposta no local correspondente no corpo.”- explica o especialista. 

A Reflexologia Podal possui três objetivos principais: Tratar doenças já diagnosticadas pela medicina, descobrir doenças antecipadamente e conservar a saúde.

Em estudo feito pela Michigan State University descobriu que as massagens nos pés ajudam os pacientes com câncer a aliviar as dores e as náuseas e, também, amenizam os sintomas associados ao tratamento, como falta de ar e baixa energia. Alguns outros benefícios, também, são atribuídos à Reflexologia Podal pelos especialistas como: estimular o sistema imunológico, liberar toxinas, aliviar dores e melhorar a circulação sanguínea.

“Ela não tem uma propriedade curativa. Ela funciona como uma anestesia. Alivia a tensão e promove a sensação de bem-estar.” – diz o podoterapeuta Luiz Pedreira.

Além do auxilio no alívio de sintomas de algumas doenças físicas, outros benefícios são alcançados com a massagem regular nos pés como a melhora dos sintomas da menopausa e TPM; e a ajuda no combate à depressão e ansiedade. Problemas digestivos, musculares, alérgicos, emocionais e sexuais também podem ser tratados através da reflexologia podal.

Em um estudo feito na Dinamarca mostrou que a Reflexologia tem efeito benéfico em pacientes com quadro de enxaqueca e dores de cabeça provocadas por stress. Dos 220 pacientes que participaram do estudo dinamarquês, 90% disseram ter tomado a medição prescrita para suas dores. Do grupo medicado, 36% apresentam efeitos colaterais. Três meses após uma série completa de tratamentos reflexólogicos, 81% dos pacientes do grupo pesquisado relataram que esses tratamentos ou eliminaram o problema ou aliviaram os sintomas.

Associada ao uso de óleos essenciais, a Reflexologia apresenta resultados ainda melhores, porque o efeito fitoterápico destes óleos acelera a resposta do organismo. Esses óleos, substâncias extraídas a partir de flores, folhas, frutos e sementes, possuem funções analgésicas, anti-inflamatórias e bactericidas. Temos como exemplo o óleo de Copaíba (excelente anti-inflamatório), óleo de Junipero (ótimo para a desintoxicação do organismo por que ajuda na eliminação de toxinas.), o óleo de Laranja (promove uma sensação de bem-estar e alegria ajudando em doenças como stress e depressão) e o óleo de Manjerona (ideal para o combate a insônia).

Apesar de ser uma parte importante de nosso corpo os pés são muito negligenciados. Mantê-los saudáveis e bem cuidados auxilia no equilíbrio de todo o organismo e previne doenças sérias no futuro não só nessa parte do corpo como, também, na coluna, joelhos etc.

“A importância dos pés está no fato de que dependemos dele para tudo. Ele é um aparelho de 26 ossos que foi feito para sustentar uma determinada carga e é muito eficiente se bem cuidado.” – afirma o podólogo, Luiz Pedreira.

De acordo com o podoterapeuta, os cuidados com os pés existem desde os tempos das cavernas. “Já naquela época existia a preocupação de cobri-los com talas de madeira e peles de animais. Temos informações, também, que os egípcios, gregos, romanos e chineses tinham pessoas especializadas para os cuidados nessa área do corpo, principalmente depois de surgir os primeiros calçados.”

Pés mal cuidados, sem higiene ou aprisionados em sapatos apertados são fonte de problemas que podem afetar de forma grave na sua saúde e comprometer regiões como coluna, joelhos e até provocar dores de cabeça crônicas. Estatísticas médicas revelam que duas em cada três pessoas sofrem de algum tipo de problema no pé. Manter os pés bem cuidados está longe de ser um luxo. Essa atenção preventiva deve virar rotina em seu dia-a-dia e uma massagem é essencial.

Uma boa forma de manter uma rotina de autocuidado é intercalar a ida ao profissional como: podólogos e podeterapeutas, com cuidados simples que você mesmo pode fazer em sua casa.

“Um simples escalda-pés é capaz de milagres. O calor da água melhora a circulação sanguínea” - explica Luiz Pedreira.

Confira o passo-a-passo desta técnica:

Simples e eficaz. Para realizar essa técnica basta colocar os pés dentro de uma bacia com água quente, sal grosso e gotas de óleos essenciais (substâncias vegetais concentradas extraídas a partir flores, frutos, sementes, folhas e raízes) como: o óleo de cravo, eucaliptocitriodora ou tomilho. Deixe os pés submersos nessa mistura por três minutos. Em seguida coloque os pés em uma bacia com água fria por 20 segundos. Repita este procedimento três vezes e termine com os pés na água fria.

Outra dica é massagear a planta dos pés com dois polegares, dando “pancadinhas” sob o calcanhar. Após isso, gire o pé de um lado para o outro e puxe cada dedo, seguindo uma ordem.

“Caso sua rotina seja muito corrida: Pegue uma bolinha de tênis e gire-a sob cada pé enquanto assiste televisão ou fala ao telefone”. – ensina o podoterapeuta.

Existem no mercado produtos massageadores que auxiliam a manter a rotina de cuidados com os pés mesmo para aqueles com o dia-a-dia muito corrido. Eles são encontrados em lojas de materiais médicos, lojas de podologia ou em sites de lojas virtuais na internet.

Alongar os pés após um longo e exaustivo dia também é essencial. O alongamento ajuda no relaxamento da musculatura, aumenta a flexibilidade e previne de possíveis lesões.

Confira abaixo algumas dicas de alongamento:

- Coloque uma toalha dobrada no chão, dobre os dedos sobre ela, apoiando a extremidade dorsal do pé. Permaneça com esta parte de cima dos pés apoiada na toalha com 15 segundos. Após isso relaxe. Faça isso por três vezes seguidas em cada pé.

-Outra opção é: Mantenha uma toalha dobrada no chão, sobre ela coloque o pé esticado e tente puxar a toalha com os dedos para frente e para trás, sem levantar a sola do pé. Faça o exercício pelo menos quinze vezes cada pé.

- Por último, você deve sentar-se sobre os joelhos. Seu calcanhar deve estar sob a pélvis e a base do pé deve estar esticada. Fique com as costas retas, incline-se um pouco para trás e apoie o peso do corpo nos pés. Contraia os músculos do tronco. Fique assim por 30 segundos. Repita os exercícios por três vezes.

Além do autocuidado diário, lembre-se sempre de procurar um especialista! Os resultados e a aplicação correta das técnicas como a Reflexologia só são conseguidos quando se procura um profissional da área como fisioterapeutas, massoterapeutas e podoterapeutas.  Eles irão iniciar o tratamento de forma adequada levando em consideração seu histórico de estilo de vida e doenças.

“O Podoterapeuta, além da formação de podólogo, cuida das zonas reflexas dos pés. É como se fosse um shitsuterapeuta. Ele exerce a pressão dos dedos nas zonas reflexas dos pés ocasionando bem- estar, qualidade de vida e saúde. Além da formação que dura em torno de um ano e meio é necessário pelo menos dois anos e meio de prática para se tornar um bom profissional. Essa função requer que o podoterapeuta tenha muita sensibilidade nos dedos para saber corretamente onde está localizado o problema.” – explica Luiz Pedreira.

Inicialmente é recomendado que a Reflexologia seja feita uma vez por semana podendo variar dependendo do problema e de sua gravidade.

Confira abaixo algumas doenças em que a Reflexologia pode ajudar:

Na mente – Por promover tranquilidade e relaxamento, ela ajuda na redução dos níveis do hormônio que causa o stress, o cortisol. A massagem aumenta, também, os níveis de dopamina e serotonina, neurotransmissores responsáveis pela sensação de felicidade e bem-estar.

- Ansiedade

- Depressão

-Insônia

-Stress

No Sistema Respiratório - A massagem estimula o sistema de vasos linfáticos aumentando a imunidade do corpo com infecções.

-Asma

-Renite Alérgica

-Bronquite

- Resfriado

No equilíbrio hormonal – Ela combate os sintomas da TPM porque aumenta a produção de endorfina, hormônio que proporciona o bem-estar, e funciona como um analgésico natural.

 -TPM

No sistema Circulatório – Estimula a melhor a circulação sanguínea no organismo.

- Hipertensão Arterial

Na redução das dores – Ela aciona os sensores bioquímicos que auxiliam o cérebro a ao organismo combater infecções.

- Enxaqueca

-Reumatismo

-Artrite

-Artrose

-Dor ciática

-Hérnia de disco

No sistema Digestivo – Ao aplicar pressão em pontos específicos dos pés que correspondem ao colón, ela estimula os movimentos do intestino. Já no combate às doenças gástricas, essa massagem estimula o sistema imunológico eliminando resíduos tóxicos do fígado, rins e intestino.

-Gastrite

-Úlcera

- Prisão de ventre

-Má digestão

-Hepatite

-Gordura no fígado

-Pedra na vesícula

-Diarreia

Além disso, a Reflexologia tem o poder de mandar embora as toxinas. A massagem coloca os órgãos para “funcionar corretamente”, estimulando seus movimentos naturais e a circulação sanguínea neles, fazendo com que as toxinas sejam eliminadas. É comum os pacientes relatarem um aumento na eliminação de suor e urina após a sessão de massagem.

Separamos abaixo alguns pontos que podem ser estimulados por você para combater doenças simples:

Para o combate a gripe: Área reflexa dos vasos linfáticos superiores – Trabalhe o aspecto dorsal do pé, usando o indicador e o polegar para avançar da base dos dedos na direção do tornozelo, por entre os metatarsos. Aplique pressão média, subindo o máximo que puder, e depois volte descrevendo pequenos círculos entre os dedos. Repita o movimento seis vezes para fortalecer o sistema imunológico do corpo.

Para combate a prisão de ventre: Área reflexa do cólon – Pouse o polegar esquerdo no meio da planta do pé esquerdo, logo acima da protuberância do calcanhar. Com movimentos suaves, pressione em uma espécie de linha horizontal de uma extremidade lateral a outra do pé. Repita o movimento seis vezes.

Para o combate ao stress: Área reflexa da tireoide – Com um dos polegares, trabalhe a protuberância do pé (elevação que fica logo abaixo do dedão), subindo em uma espécie de linha vertical da parte debaixo até ao início da planta do pé, logo abaixo do dedão. Repita o movimento lentamente seis vezes por toda a área.  O bom funcionamento da tireoide garante a estabilidade dos níveis de energia.

Para o combate aos sintomas da menopausa: Ponto reflexo da paratireoide – Você irá achar esse ponto entre o dedão ei segundo dedo. Com o indicador e o polegar, pince um pedaço de pele entre o primeiro e o segundo dedos. Mantenha a pressão, suavemente, descreva círculos por quinze segundos.

Para combater aos sintomas da garganta inflamada – Ponto reflexo da garganta – Comece logo abaixo da articulação do dedo: com o indicador, trabalhe horizontalmente esse dedo e pressione o ponto reflexo da garganta (fica localizado no canto direito do dedão) fazendo círculos por sete segundo.

Em março de 2018 a Reflexoterapia foi incluída na lista de terapias integrativas oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) como parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) que engloba, também, outras técnicas como Reiki, Arteterapia, Biodança e Meditação.

A massagem reflexiva dos pés pode ser aplicada em crianças (auxilia em distúrbios digestivos e outros males típicos da idade), jovens (muito eficaz no período da puberdade), adultos e idosos (eficaz no tratamento de questões médicas específicas como hipertensão e, também, na ativação dos sistemas imunológico, circulatório e nervoso).

Porém fique atento! A Reflexologia não é indicada para pessoas com hemorragias, mulheres durante o período menstrual (a massagem aumenta a intensidade da circulação sanguínea), trombose, grávidas até o terceiro mês de gestação (pode estimular a perda de sangue ou influenciar no desenvolvimento saudável do feto), pessoas com dermatites ou fraturas nos pés, pessoas que usam marca-passo (são estimulados pontos que aceleram os batimentos cardíacos) e quem sofre de diabetes (caso não esteja com a glicemia controlada o procedimento pode causar a obstrução na corrente sanguínea), pessoas tuberculosas e pessoas com doenças graves nos rins. Também não é recomentado p

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Return to top