Dores nos pés: Confira como se livrar delas de vez!

Dores nos pés- Confira como se livrar delas de vez

Os pés são uma intrincada estrutura de ossos, ligamentos, tendões e músculos feita para suportar o peso corporal e realizar praticamente todas as nossas funções como caminhar, subir e descer, correr etc.  Porém, caso não seja cuidado corretamente está muito propenso a lesão e dores.

Pesquisas afirmam que mais de 70% da população mundial apresenta algum incômodo ou dor nos pés. Dentre essa porcentagem as dores atingem em sua maioria mulheres entre 45 e 55 anos.

Um dos fatores que mais contribuem para o surgimento das dores nos pés é o uso de sapatos inadequados, porém o sedentarismo, alteração hormonal e ressecamento da pele da região também são determinantes para o aumento dessas dores, que podem afetar desde os dedos até o calcanhar e tendão de Aquiles.

Confira abaixo uma lista das dores mais comuns e como evitá-las:

Dor sob a unha ou em torno dela – Existem duas causas mais comuns da dor sob a unha e em torno dela, além da chamada unha encravada. Essas duas causas são: uma projeção óssea, ou esporão, que se forma no dedão, diretamente sob a uma, e que provoca uma pressão dolorosa, já a outra é uma calosidade no encaixe a direita ou a esquerda da unha.

Como evitar o problema: Evite calçados que exerçam grande pressão sobre os dedos como: sapatos muito altos ou de bico fino. As meias que devem ser do tamanho correto e não ter pontos de pressão nem costuras que possam causar irritação.

Dor no peito do pé – Acontece quando um dos pequenos nervos da parte anterior do pé pode ficar preso entre dois metatarsianos, causando formigamento, dormência e/ou dor a partir dos dedos adjacentes até o peito do pé. O problema costuma ocorrer entre o 3º e o 4º dedos.

Como evitar o problema: Use sapatos de saltos baixos (até 3 cm) para aliviar a pressão sobre a planta do pé.  Evite calçados de bico fino ou que aperte demais seus pés.

Dor no arco do pé – O ligamento mais resistente do corpo humano é a fáscia plantar. Uma faixa de tecidos fibrosos que começa na face inferior do osso do calcanhar e se estende ao longo da planta do pé até um ponto imediatamente atrás dos dedos. Sua função é proteger contra lesões os músculos e tecidos mais frágeis da planta do pé como, também, manter a integridade da própria estrutura do pé.

Atenção: Em caso de distensão ou até mesmo de rompimento da fáscia, a região do arco do pé torna-se dolorosa e inchada. Esta inflamação chamada fascite plantar, geralmente provoca dor que vai do calcanhar até o arco do pé. Nas fases iniciais, pode haver inchação e certa rigidez

Como evitar o problema: Faça alongamentos e exercícios de extensão do pé regularmente. Certifique-se de que os calçados possuem um bom amortecimento de impactos. 

Dor na base do calcanhar – Uma rachadura ou contusão pode causar a inflamação no osso do calcanhar, provocando dores quando a pessoa anda ou corre. Uma lesão do osso calcâneo, provocada pelo impacto direto de um objeto ou superfície dura, pode causar dores agudas.

Outra causa da dor no calcanhar é a fascite plantar. Uma inflamação da faixa de tecido fibroso em sua junção com o calcanhar. A dor geralmente se estende para o interior do arco do pé e a pessoa sente que a dor é mais forte quando corre mais depressa ou se apoiando na ponta dos pés.

Como evitar o problema: Evite usar sapatos que já apresente um desgaste excessivo na sola. Não use diariamente sapatos com saltos maiores que 3 cm .

Dor na parte posterior do calcanhar - O esporão retrocalcâneo é uma formação dura e geralmente dolorosa na parte posterior do calcanhar, no ponto em que o tendão de Aquiles se liga ao osso calcâneo. Quando se aperta a região, sente-se a dureza de um osso e não a maciez do tendão. Geralmente, a dor não é acompanhada de qualquer vermelhidão ou formação de bolhas.

Como evitar o problema: Controle o sobrepeso, isso evita que o excesso de peso corporal recaia sobre o calcanhar e escolha calçados com solado emborrachados, com relevo ou texturas para melhor absorção de impactos.

Dor na parte dianteira da planta dos pés – Essa dor é muito comum nos pés de dançarinos. Os locais mais comuns são sob o colo do segundo metatarsiano, atrás do segundo dedo, e sob o colo do primeiro matatarsiano, imediatamente atrás do dedo maior.

Como evitar o problema: Escolha calçados com boa absorção de impactos e com boa flexibilidade. No caso de dançarinos ou esportistas use palmilhas especiais indicadas para a sua atividade.

Porém fique atento, quando a dor nos pés é constante e muito forte é sempre bom procurar um ortopedista para que ele faça os exames necessários. A sensação de dor intensa pode ser causada por várias anomalias como má circulação no pé, pé-de-atleta, inflamação do nervo, diabetes, anemia etc.

Procure ajuda médica caso você:

- Sinta dor forte ou inchaço

- Já possui uma ferida aberta ou uma ferida que está escorrendo pus

-Tem sinais de infecção, tais como vermelhidão, calor e sensibilidade na área afetada.

-Tem ou teve uma febre com mais de 37,8°C

-É incapaz de caminhar ou colocar peso sobre o pé

-Tenha diabetes e qualquer ferida que não cicatriza ou é profunda, vermelha, inchada e quente ao toque.

Manter o cuidado regular dos pés e estar atento aos primeiros sinais de desconforto ajuda a prevenir seu corpo de doenças mais sérias no futuro. As maiorias das dores nos pés estão relacionadas às áreas podológicas e ortopédicas. Já as doenças vasculares alteram a temperatura e tonalidade dos pés.

Dicas para combater as dores nos pés:

*Fazer um escalda pés - Fazer um escalda pés é uma ótima dica para combater as dores nos pés, principalmente de quem andou o dia todo ou ficou muitas horas de pé. Esquente bem a água e deixe seus pés de molho por cerca de 20 a 30 min e, se possível, adicione algumas gotas de óleos essenciais de Copaíba (excelente anti-inflamatório) ou óleo de Junipero (ótimo para a desintoxicação do organismo por que ajuda na eliminação de toxinas.). ATENÇÃO: os escalda pés não é recomendado para diabéticos.

*Colocar os pés para cima – Deite no sofá ou cama e coloque uma almofada alta embaixo de seus pés. Isso ajuda a melhorar o retorno de sangue para o coração, auxilia na drenagem linfática e alivia a sensação de dor e peso nas pernas.

*Uma boa massagem – Fazer uma boa massagem nos pés no final do dia, também, ajuda a aliviar as dores nos pés. Um podólogo também pode se realizar a Reflexologia podal. Através da pressão em pontos reflexos do pé, essa massagem alivia as tensões e promove a sensação de bem-estar.

*Movimente-se – Quando a dor surge na articulação do tornozelo, por exemplo, é possível fazer movimentos circulares com o pé no ar. Esse exercício ajuda a aliviar o peso sobre o pé e permite aquecer a articulação.

*Alongue-se – O alongamento ajuda no relaxamento da musculatura, aumenta a flexibilidade e previne possíveis lesões. Uma dica: Coloque uma toalha dobrada no chão, dobre os dedos sobre ela, apoiando a extremidade dorsal do pé. Permaneça com esta parte de cima dos pés apoiada na toalha com 15 segundos. Após isso relaxe. Faça isso por três vezes seguidas em cada pé.

Agora é ficar atento e seguir as dicas acima para se ver livre de uma vez por todas das tão incômodas dores nos pés.

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Return to top