Unha encravada: a porta de entrada para infecções graves nos pés

Unha encravada: a porta de entrada para infecções graves nos pés

Uma das doenças mais comuns que ocorre nos pés é a unha encravada. A Onicocriptose (nome científico) acontece quando a borda da unha cresce e entra na pele do dedo gerando dor, vermelhidão e inchaço. Muito recorrente no chamado popularmente de dedão, esse encravamento pode acontecer em qualquer dos outros dedos.   Calçados de bico fino, por exemplo, contribuem para esse encravamento uma vez que seu uso acaba por colocar muita pressão sobre os dedos dos pés.

Sapatos

“Um sapato muito apertado é extremamente lesivo á saúde. A unha encravada é uma das consequências de seu uso prolongado.” – explica o podólogo Luiz Pedreira, criador da Rede Spé, o Spa do Pé.

Usar calçados muito apertados ou largos, participar de corridas com frequência e possuir deformidades nos pé são fatores que também contribuem para o surgimento da unha encravada. Além disso, o corte errado das unhas é um dos causadores mais comuns deste problema. O ideal é um corte feito em um ângulo reto a cada 15 dias. Deixar unhas muito curtas ou arredondadas nas laterais pode encravá-las.

Cutículas

Atenção, não retire as cutículas! São elas que protegem os dedos contra a entrada de fungos e bactérias.

Algo que inicialmente parece simples para grande parte das pessoas pode se tornar algo muito grave se não tratada de forma correta. A unha encravada pode ser uma porta de entrada para diversas outras infecções. Isso porque toda ferida aberta se transforma em um canal para bactérias e vírus, principalmente nos pés por estarem bem próximos ao chão.

Podólogo

Caso você já sofra deste mal e o problema seja recorrente procure sempre um podólogo. Ficar em casa cutucando a unha com um palito de madeira ou outro material pode agravar ainda mais o problema. Certifique-se, também, de que os materiais estão esterilizados corretamente e as lixas utilizadas sejam descartáveis.

Agora é com você! Aproveite todas as dicas acima e fique livre de vez deste mal.

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Return to top